Como criar um plano de conteúdo para redes sociais

23/11/2018 às 08:04 Redes Sociais

Como criar um plano de conteúdo para redes sociais

A criação de um plano de conteúdo para as redes sociais é uma maneira de se pensar as estratégias a serem utilizadas nesse canal com relação a seu conteúdo online.

Esse procedimento está diretamente relacionado ao marketing digital é deve ser dominado pelos gestores de marketing em favor das campanhas de suas marcas.

Embora pareça fácil e óbvia, a criação e a divulgação de conteúdo nas redes sociais passam primeiro por um plano muito bem articulado e que leva em consideração as especificidades daquele canal e da marca em si.

Conheça o passo a passo para a criação de um plano de conteúdos para as redes sociais:

1 – Trace seus objetivos.

É desse ponto que seu objetivo final com aquela campanha sai. Eles precisam ser detalhados e conexos entre si.

Devem partir de ideias mais gerais a serem destrinchadas em ideias mais pontuais e de execução objetiva.

O estabelecimento dos objetivos responde às perguntas centrais de seu projeto e traça o esqueleto da proposta.

Com os objetivos, é possível que se vislumbre não somente o todo da campanha, mas também o andamento de seus detalhes.

Exemplo prático de objetivo:

  • Aumentar a comunidade dos seguidores da marca.
  • Perguntas que devem ser feitas para que esse objetivo se cumpra:
  • Qual é a proposta da marca?
  • Qual é o perfil de seus seguidores?
  • Quantos seguidores a marca tem atualmente?
  • Quantos seguidores queremos?
  • Em quanto tempo queremos alcançar esse número?
  • O que é preciso fazer para alcançar o objetivo?
  • Que ferramentas já temos? Quais precisamos adquirir?
  • Qual será o custo?
  • Qual será o retorno?

Respondendo a essas questões, o estabelecimento de metas se possibilita. Ou seja, os caminhos que devem ser percorridos para que o objetivo seja cumprido já podem ser vislumbrados.

2 – Metas estabelecidas e definidas

Se respondemos, por exemplo, a respeito do perfil de nossos seguidores, descobriremos que medidas serão necessárias para que eles sejam atendidos por nossa marca.

A comunicação mais adequada, objetiva e esclarecedora que realmente atinja a um público potencial consumidor é o que sempre interessa às marcas na hora de fidelizar os seus clientes.

A resposta a essas perguntas se configura como a definição do alvo, os seguidores; com isso, sabemos quem é o público-alvo e que como vamos gerar conteúdo nas redes sociais que o interesse.

Leia também Por que ter uma loja virtual?

3 – Bolando as estratégias.

As estratégias surgem quando já traçamos nossas metas e objetivos e passamos a investigar de que maneira objetiva nós poderemos realizar a nossa proposta.

No caso da elaboração de conteúdo para as redes sociais, tudo se refere a cativar o cliente, fidelizando-o e o tornando consumidor da marca e disseminador de seu nome nas redes sociais.

Suponhamos que nossos seguidores (aqueles que consomem e propagam a marca, ou potencialmente se encaixam nesse perfil) sejam adolescentes que passam pouco tempo na rede social com leituras muito longas de e-books ou postagens, mas prefiram algo mais visual e rápido.

Com isso, por exemplo, podemos definir como estratégia para cumprir o nosso objetivo:

a) Criação de recursos gratuitos disponíveis a fim de aumentar o banco de dados de assinantes da marca. Pois são adolescentes, de imediato, não têm renda própria ou autônoma para consumirem a seu critério.

b) Escolha de um tipo de conteúdo que atenda ao perfil dos seguidores: infográficos, que são naturalmente textuais rápidos e de apelo visual ou vídeos com resenhas dos produtos.

4 - Acompanhando e comparando

Depois de ter traçado seu objetivo, definido seu alvo e sua meta e colocado em prática suas estratégias, não haja como se vivesse em uma bolha.

Analise o que seus concorrentes estão fazendo naquele exato momento e repense as suas estratégias. Considere as especificidades de sua campanha: qual é o formato do conteúdo?

O quão otimizado ele é? Há interação de seus seguidores? Que tipo de interação é essa? Ela é eficaz? Por que o que seu concorrente está propondo tem funcionado melhor do que o seu?

Reveja suas práticas e persista aperfeiçoando nas que retornam positivamente.

Conheça o nosso serviço de Loja Virtual

5 – Que canais usar?

De nada adianta o melhor conteúdo para rede social se ele não é divulgado de maneira eficiente. Sem isso, ele nem existe no mundo virtual.

Para tanto escolha os canais que mais têm a ver com a proposta de sua marca e de sua campanha.

Observe que tipo de público se identifica mais com esse ou aquele conteúdo em um canal, os seguidores do Twitter - com seus textos mais rápidos e fáceis de compartilhar, não respondem da mesma maneira do que os seguidores do Facebook, que são mais visuais, por exemplo.

6 – Organize-se:

Crie seu próprio calendário. Estabeleça e acompanhe prazos para os objetivos, as metas e as estratégias.

Bem como o tipo de conteúdo, a data, o tipo de mídia, onde e a periodicidade com a qual ele será postado.

8 – Defina suas métricas.

Escolha as métricas mais adequadas para o acompanhamento de sua campanha, conhecendo a real eficácia de suas práticas.

9 – Faça.

Depois de estabelecidos todos esses pontos, ponha em prática seu plano de conteúdo para as redes sociais. No decorrer do caminho, esteja aberto às mudanças, adaptações e imprevistos.

Trabalhe com margens de tempo e dinheiro em que alterações sejam possíveis.

10 - Observe, meça e avalie.

Depois do conteúdo aplicado nas redes sociais, usufrua de suas métricas para saber o que funcionou bem e o que funcionou mal ou nem funcionou.

A avaliação de sua tarefa é o momento em que os planos para uma nova execução são traçados e em que  a experiência começa a ser acumulada.

Gostou de nosso post? Compartilhe: