Como aumentar o padrão de segurança do seu CMS

19/08/2018 às 19:03 Hospedagem de Sites

Como aumentar o padrão de segurança do seu CMS

O uso de CMS (plataformas de gerenciamento de conteúdo) como o WordPress e o Wix, por exemplo, tem aumentado no mercado digital por que os serviços trazem com eles diversas facilidades e vantagens.

Porém, existe todo um outro lado que preocupa bastante quem pega sites prontos para colocar sua empresa na internet.

Com o aumento do número de ataques virtuais a sites e blogs é preciso entender como é possível aumentar o padrão de segurança dos CMS para se prevenir contra hackers.

Para evitar que você tenha que passar por esse tipo de problema, neste texto vamos dar diversas dicas para que você possa resguardar o site de sua empresa.

É importante saber que as invasões a sites upados em CMSs tem como principal motivo possíveis falhas de segurança no sistema.

Essas falhas acontecem por conta de brechas encontradas por hackers para invadir um site para roubar informações ou simplesmente para tirar o site do ar.

Em pesquisa da empresa de segurança online Sucuri, que veremos abaixo, aponta que a plataforma com mais incidência de invasões é o WordPress, o CMS é o mais popular e usado por usuários no mundo inteiro.

Segundo a pesquisa, 74% dos sites invadidos eram sustentados pelo WordPress, 16% pelo Joomla e 5% pelo Magento, além de também atingir outras plataformas em menores proporções.

Os números indicam que a cada quatro sites invadidos, três deles são em WordPress, bastante preocupada não acha?

Ainda segundo a pesquisa, a maioria dos sites invadidos estavam com sua plataforma local desatualizada, o que provavelmente facilitou a ação de criminosos virtuais.

Se tratando de WordPress, o estudo também relevou que o problema estava nos plugins, também desatualizados, o que afeta o funcionamento do serviço, mesmo que ele esteja atualizado.

A pesquisa também apontou que 71% dos ataques foram realizados através da infecção Backdoor, um tipo de distribuidor de malware que permite o acesso a sistemas e redes vulneráveis.

Bom, depois de expormos todos os esses dados, acho que já deu para reparar que o problema é bem grave, principalmente se o site da sua empresa está hospedado no WordPress.

Agora, vamos dar algumas dicas de como você pode diminuir os riscos de invasão aumentando a segurança do seu CMS, confira abaixo:

Mantenha sempre o CMS atualizado

Deu para perceber pelos dados acima por que essa é a primeira dica., não é?

Uma das maneiras mais efetivas e fáceis de manter o site longe da ação dos hackers é manter o sistema sempre atualizado.

Segundo a pesquisa, apenas 22% dos sites com WordPress instalado usam a versão mais recente do serviço.

Isso pode explicar o número grande de vulnerabilidades que são encontradas na plataforma, o que acaba muitas vezes resultando em invasões.

Apesar de contar com um recurso de atualização automática, o WordPress recomenda aos usuários que eles busquem sempre fazer uma atualização completa manualmente do serviço periodicamente para evitar esses e outros problemas.

Confira as vantagens da Hospedagem com WordPress.  

Use senhas fortes e troque com frequência

Muitos hackers costumam utilizar programas para identificar senhas e por isso muitas vezes conseguem invadir sistemas facilmente.

Isso acontece por que muitos usuários de serviços CMS acabam mantendo o login sugerido pelos programas como “admin”, por exemplo, e utilizam senhas fracas.

Dessa maneira, você estará atraindo hackers para o seu site e correndo ainda mais risco.

As próprias plataformas recomendam como medida de segurança a troca do nome de login para novo mais complexo e forte.

Com essa pequena mudança, os hackers encontrarão um nível maior de dificuldade quando forem tentar invadir o seu site. Em relação a senha, também sabemos que é preciso apostar em senhas fortes.

Agora, o que muitos usuários não sabem é que para aumentar o padrão de segurança, é preciso trocar a senha periodicamente. O ideal é que pelo menos de três em três meses, você altere a senha de todos os usuários autorizados a entrarem no seu site.

Lembre-se sempre de misturar letras maiúsculas e minúsculas, além de inserir números e caracteres especiais.

Quanto mais complexa for a combinação mais difícil será para criminosos virtuais conseguirem entrar no seu site através do seu painel de administrador.

Não exiba o relatório de erros PHP

Os relatórios de erro são bastante úteis para que você saiba se o seu site está funcionando corretamente, mas eles também são bem perigosos. O perigo vem da exibição desses relatórios nos códigos de seu site.

Para corrigir esse erro, basta que você acesse o seu gerenciador de arquivos e desabilite a função de exibição dos erros PHP que existem nos CMSs como o WordPress.

Esses relatórios podem ajudar hackers a identificar brechas em seu site e atuar em cima delas para conseguir aplicar uma invasão, então tome muito cuidado!

Exclua plugins e temas que não estão sendo utilizados

Tenha em mente que tudo o que você não utiliza em seu site é dispensável e deve ser excluído da plataforma.

Por isso, o ideal é que você faça uma limpeza frequente em seus arquivos e remova os plugins, temas e outros arquivos que não estão sendo usados na sua aplicação.

Os criminosos virtuais costumam fuçar seu site e muitas vezes se aproveitam de plugins desatualizados, como mostramos nos dados da pesquisa que citamos mais acima, para invadir o seu site.

Através de um plugin desatualizado, por exemplo, é possível acessar o seu painel de controle e infiltrar malwares de diversos tipos em seu servidor, o que pode prejudicar muito sua aplicação, roubando todas as informações contidas nela.

Por isso, tome cuidado e sempre faça uma revisão em tudo o que não está sendo usado e se for o caso, exclua de seus arquivos, assim você estará se resguardando contra mais uma brecha para o ataque de hackers.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Hospedagem WordPress.

Gostou de nosso post? Compartilhe: