Como analisar as métricas do seu site? Saiba aqui!

Como analisar as métricas do seu site? Saiba aqui!

19/05/2017 às 11:02AdWords

Como analisar as métricas do seu site? Saiba aqui!

Não se pode gerenciar o que não é medido. E partindo dessa máxima, saiba que por mais que o seu site esteja gerando algum resultado, se você não entender as métricas, dificilmente saberá com precisão o retorno de seus investimentos. Além disso, através da análise de métricas é possível saber quais são as ações que mais estão trazendo resultados para o seu website. Se você está trabalhando com diferentes métodos para atrair tráfego, como marketing de conteúdo, campanhas no Google Adwords, por exemplo, é preciso analisar algumas informações para determinar a origem do tráfego, quanto tempo os usuários estão passando em seu site e qual é o perfil dessas pessoas.

Essas informações serão essenciais para você entender os números, possibilitando ao administrador estabelecer estratégias e elaborar um planejamento em cima dos canais que trazem (ou trarão) mais resultados para o seu website. Otimizando os investimentos realizados e, claro, os resultados obtidos.

Analisando as métricas de seu site utilizando o Google Analytics

O Google Analytics é uma ferramenta de análise de informações, onde permite ao administrador de um site verificar informações relacionadas ao tráfego recebido e sobre os usuários que frequentam o seu domínio. O cadastro é muito simples e a instalação mais fácil ainda: com apenas alguns cliques, o Google Analytics já estará rodando em seu website.

Porém, os resultados só serão mostrados após 24 horas. E para aproveitar essa espera, confira a seguir quais são as métricas mais importantes e como fazer para analisá-las de acordo com a realidade de seu site.

Sessões e Usuários

Essa é uma das principais métricas e, a partir dessas informações, o administrador saberá o número de visitas que o site recebeu em um dia (ou em um determinado período) e o fluxo de visitantes. A diferente entre Sessões e Usuários é que a primeira métrica mostrará quantas vezes uma pessoa frequentou uma página, ao passo que a segunda métrica mostrará quantos usuários únicos visitarem o website.

Por exemplo, se o usuário visitou a sua página 10 vezes, o Analytics mostrará da seguinte maneira: Usuários: 1 / Sessões: 10. Essas informações são importantes para mostrar ao administrar o número de visitantes que o site está recebendo.

Pageviews / Visualizações de Página

Em Pageviews, você poderá ver quantas vezes uma determinada página foi visualizada. Apesar dessa informação, por si só, não apresentar dados muito relevantes, é útil para determinar quais são as páginas mais populares do seu website, abrindo margem para novas estratégias para obtenção de leads.

Por exemplo, se a página X está atraindo a atenção de 30% de seus usuários, seria interessante adicionar elementos nessa página para que o usuário conhecesse um determinado produto/serviço de sua empresa. Ou, até mesmo, um box incentivando aos usuários a entrarem em contato.

Taxa de Rejeição

A taxa de rejeição é uma das métricas mais importantes e a partir dela é possível determinar se o conteúdo entregue para os usuários é, de fato, interessante para aquela audiência. Quando a taxa de rejeição está alta, quer dizer que um usuário entrou no seu site e saiu rapidamente. A depender do tipo de conteúdo disponível no site, o administrador saberá se essa taxa está de acordo com a estratégia estabelecida.

Taxas baixas quer dizer que o usuário passou bastante tempo em seu site, o que quer dizer que ele consumiu o conteúdo e, muito provavelmente, gostou do que viu/leu/assistiu.

Taxa de Saída

A taxa de saída, diferente da taxa de rejeição, mostra o número de usuários que entraram em uma página e saíram de seu website pela mesma página de entrada. É uma métrica bem interessante, principalmente para quem trabalha com comércio eletrônico. Se o objetivo é capturar leads com essa página, então uma taxa de saída alta será compreensível. Porém, essa página faz parte de uma estratégia de marketing de conteúdo, aonde o usuário deveria acessar outros conteúdos através dela, então um número alto pode significar um sinal vermelho.

Para diminuir a taxa de saída, o administrador deverá adicionar elementos que, tanto casem com a estratégia, quanto os interesses do usuário. Pois, afinal de contas, se ele saiu pela mesma porta que entrou, quer dizer que: ou ele encontrou o que estava procurando e saiu; ou o conteúdo apresentado não teve nenhuma relevância para o usuário.

Porcentagem de Novas visitas

Essa talvez seja uma das métricas mais importantes a serem analisadas. A porcentagem de novas visitantes representa o que o nome diz: a taxa de novos usuários que estão visitando o seu site pela primeira vez. Nessa métrica, é possível determinar dois comportamentos a partir de um número elevado ou baixo demais.

Se o número estiver elevado, quer dizer novos usuários estão conhecendo o seu site, todos os dias, mas não estão retornando. Se o número estiver baixo, quer dizer que sua página está atraindo poucos usuários novos, porém com uma boa taxa de usuários fidelizados, que estão visitando a página após um primeiro contato.

Esse número tem que estar de acordo com as estratégias de seu site. Pois, em alguns sites, basta uma primeira visita para se vender um produto, um serviço ou até mesmo para capturar um lead. Porém, em outros, a visita recorrente do usuário pode ser um fator decisivo para fechar uma venda, pois a pessoa pode estar indecisa sobre a compra/contratação de um determinado serviço.

Origens de Tráfego

Essa, definitivamente, é a métrica mais importante a ser analisada em seu website. Isso porque as Origens de Tráfego mostram, precisamente, de onde está se originando o fluxo de visitantes de seu site. Há três tipos de origens mensuradas pelo Google Analytics:

Orgânica: é a forma mais qualificada de tráfego que um site pode receber. As buscas orgânicas representam o número de usuários que encontraram o seu site através de buscadores como o Google e Bing, representando uma audiência qualificada.

Tráfego direto: representa o número de usuários que acessaram uma página diretamente, através do navegador.

Links: também conhecido como tráfego de referência, essa métrica é importante para saber se há (e quais são) os sites que estão enviando visitas para determinada página.

CPC: são campanhas pagas, também conhecido como tráfego pago. Essa métrica mostra os resultados para as palavras-chave pagas através do Google Adwords.

Conhecer e saber analisar as métricas do seu site será essencial para otimizar os resultados obtidos através de suas estratégias, não importando quais sejam. Contudo, através desses números, o administrador poderá quantificar e qualificar os resultados obtidos e, assim, avaliar quais são os canais que mais trazem resultados para os sites e quais são os canais que precisam de mais investimento.

Gostaria de compartilhar alguma experiência ou ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário e participe da conversa!


 

Gostou de nosso post? Compartilhe: