7 especialidades de um desenvolvedor de destaque

05/04/2018 às 11:10 WordPress

7 especialidades de um desenvolvedor de destaque

Não existem dúvidas de que os celulares viraram meios primários de acesso à internet. Com isso, as organizações ampliaram seus investimentos para fortalecer suas estratégias orientadas à mobilidade. Isso significa que desenvolver sistemas mais adequados para esse tipo de acesso pode render mais ganhos todos os meses.

Diante desse cenário, a figura do desenvolvedor web é crucial para que todo o trabalho seja bem feito. Esse artigo vai te mostrar as 7 especialidades que todo desenvolvedor web de destaque deve ter e tudo sobre essa importante profissão. Leia até o final e saiba mais.

Desenvolvedor Web

Na carreira de um desenvolvedor web, existem algumas subdivisões que são: mobile, game e fullstack developer. Entretanto, as duas mais famosas são o desenvolvedor Front-end e o desenvolvedor Back-end. Ambos são considerados desenvolvedores web, mas é muito importante que você entenda a função de cada um deles para que seja possível diferenciá-los. Leia nosso posto sobre revenda de hospedagem de site barata  

Desenvolvedor Web Front-end

Trata-se do profissional responsável pela programação da parte frontal da aplicação web e, por isso, recebe o nome de front-end. Basicamente, o desenvolvedor front-end é o responsável por transformar o design criado pelo Web Designer em códigos HTML e CSS, adicionando vida a página utilizando JavaScript.

Alguns elementos como títulos, textos, fontes, imagens, vídeos e entre outros são adicionados com o HTML. As cores, estilos, efeitos e pequenas animações são adicionadas por regras de CSS.

Em suma, quando determinada aplicação web é visualmente atrativa, o mérito é do desenvolvedor front-end e do Web Designer. O mercado para desenvolvedores front-end têm crescido de maneira exponencial nos últimos anos.

Desenvolvedor Web Back-end

É o responsável pela programação back-end do sistema. Se o termo front-end representava a parte frontal da aplicação, o termo back-end, obviamente significada a parte de trás da mesma, ou seja, a programação pesada. Todas as validações, processamento de dados e a comunicação da aplicação com o banco de dados e servidores são exemplos típicos desse termo.

O desenvolvedor back-end irá trabalhar com linguagens de programação como Java, PHP, C#, C, C++ e entre outras que têm se destacado pela facilidade de desenvolvimento proporcionada ao desenvolvedor, o caso de Python e Ruby.

Contudo, o que destaca mesmo o desenvolvedor web não é a quantidade de linguagens de programação que ele domina, mas a sua capacidade de interpretação de algoritmos, conhecimento sobre a lógica de programação e conhecimento sobre os conceitos de programação orientada a objetos, além de possuir plenos conhecimentos sobre o funcionamento de bancos de dados e servidores.

Webmaster

O Webmaster é o responsável pelo gerenciamento de toda a aplicação web, tanto da parte técnica, quanto da parte visual. Mas isso não quer dizer que ele será o responsável pela operação da parte visual ou da programação, pois os responsáveis por isso são, respectivamente, o Web Designer e o Web Developer.

O Webmaster será um elo entre ambos os cargos. Nas pequenas empresas, existe apenas um cargo que responde como o desenvolvedor que acaba fazendo todas as etapas mencionadas acima. Aprimore seus conhecimentos em O que você precisa para ter uma revenda

Apache Cordova

Desenvolvedores que tem domínio dessa ferramenta podem esperar uma compensação por seus conhecimentos. Segundo pesquisas recentes, o valor de mercado desses profissionais cresceu 37% em um período de um ano. O Apache Cordova é usado por programadores de software para criar aplicações usando HTML5, JavaScript e CSS3. Uma das vantagens dessa poderosa ferramenta é que ela cria apps híbridos que não ficam restritos ao ambiente web ou móvel.

F#

Se você tiver o domínio do F#, saiba que está em uma posição privilegiada para ter um ótimo salário e não é preciso de nenhuma certificação para essa habilidade. Trata-se de uma linguagem de programação multiparadigma, open source que combina técnicas funcionais, imperativas e orientada a objetos, além de ser utilizada entre plataformas distintas. A ferramenta foi criada pela F# Software Foundation e pela Microsoft.

Grails

Desenvolvedores web que dominam esse recurso podem ter seus rendimentos aumentados em mais de 20% em um ano. Esse é outro framework de aplicação web open source que usa linguagem de programação Groovy para plataforma Java.

Essa ferramenta tem foco na produtividade e velocidade para auxiliar os desenvolvedores a criarem programas de forma rápida e eficiente. Grails usa uma convenção de codificação que simplifica o processo para ajudar programadores a reduzirem o número de decisões a serem tomadas para manter os níveis de flexibilidade.

Drupal

O valor de mercado para quem domina o Drupal aumentou 16,5% em 2017. Trata-se de um framework de gestão de conteúdo open source, livre e escrito em PHP focado na construção de sistemas de gestão de conteúdo CMS que suportam websites. Conheça nosso serviço de Revenda de Hospedagem

iRise

A demanda por programadores com esse nível de conhecimento está aumentando muito. A ferramenta permite criar simulações de sistemas, especialmente para propósitos corporativos, que ajudam a ter uma visibilidade de como funcionarão os produtos quando prontos.

Oracle Certified Professional Java SE Programmer

Enquanto a maioria das habilidades listadas acima não requerem nenhum tipo de certificado específico para garantir um salário maior, a certificação Java SE Programmer pode valer a pena para ampliar ainda mais seus rendimentos. O exame também é pré-requisito para outras disciplinas, além de avaliar conhecimentos em Java e relativos à SE APIs.

Jboss Certified Developer

Essa certificação foi desenvolvida pela Red Hat e ganhou destaque em termos de valor de mercado no ano passado. Os testes de conhecimento sobre construção de aplicações em Java Enterprise Edition (JEE) podem ser usados tanto na JBoss Enterprise Application Platform quanto em outras plataformas correlatas. Não é fácil, mas o desenvolvedor web que dominar essa ferramenta pode se sobressair no concorrido mercado.

Conclusão

Para aqueles que pretendem seguir carreira como um desenvolvedor web, além de dominar, pelo menos três das ferramentas acima, deve saber que uma das principais ferramentas existentes no mercado pertence ao próprio Google. A ferramenta Google Search Console é uma verdadeira mão na roda para esses profissionais.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Sem problemas. Em nosso blog você pode ler mais sobre esse e outros assuntos.

Gostou de nosso post? Compartilhe: