7 dicas de ouro para montar um orçamento

13/03/2019 às 10:41 Ajuda

7 dicas de ouro para montar um orçamento

Quando um cliente solicita um orçamento é a hora de mostrar para ele como você e sua empresa podem ajuda-lo da melhor forma. É a chance de fazer um novo negócio.

Esse orçamento deve ser visto como um projeto capaz de convencê-lo. Deve conter todas as informações necessárias como detalhamento do serviço, formas de pagamento, uma breve apresentação da sua empresa, e claro, os valores finais.

Mas como montar um orçamento? O que é preciso levar em conta na hora de definir um preço justo para determinado cliente? Pensando em te ajudar, listamos 7 dicas de ouro para montar um orçamento.

Um compilado com tudo o que você precisa saber para calcular bem e convencer o seu próximo cliente.  

Você já conhece o nosso serivço de E-mail Marketing? Possuímos preços a partir de R$45,00 mensais com 10.000 disparos (cada plano tem sua quantidade de disparos correspondentes).

7 dicas de ouro para montar um orçamento

Não existe uma fórmula para criar um orçamento justo e apresentável, depende do estilo da sua empresa, dos serviços que você oferece e de quem são os seus clientes.

Porém há algumas dicas básicas que podem fazer toda a diferença na hora de criar um orçamento.

Você precisa compreender a relação entre custo e preço, entre o tempo de produção e o prazo, e ainda mais importante, saber para quem está vendendo. Confira abaixo quais são essas 7 dicas.

Conheça o cliente

A primeira coisa a se pensar quando abrimos uma empresa é no nosso público-alvo. Quem são os nossos clientes? O que eles procuram, o que eles fazem, o que eles gostam?

Conhecer o seu público é fundamental para escolher a linguagem adequada para manter uma troca de e-mails e principalmente enviar um orçamento.

Depois que o orçamento for solicitado você precisa ser ainda mais específico. Tire todas as suas dúvidas antes de lhe enviar um orçamento, procure saber se ele trabalha com urgência, se ele é mais flexível.

É importante conhecer a pessoa que está por trás dessa negociação também.

O custo do trabalho

Para definir o preço de um produto ou serviço você deve focar nos seus gastos. Afinal, você precisa pelo menos receber o suficiente para pagar a sua equipe, as contas básicas e qualquer gasto extra.

Você precisará investir nesse projeto? Terá que se deslocar até o cliente? Coloque todos esses gastos na ponta do lápis e isso te dará uma noção do quanto você irá gastar e do quanto, consequentemente, poderá cobrar.

Nesse momento calcule pelo menos 2 valores com margens de lucro diferentes.

Dependendo do cliente você poderá apresentar a maior margem e já ficar aberto para uma possível negociação.

Leia também: Como ter maior resultado no e-mail marketing

Despesas extras

Muitos profissionais podem ter que lidar com gastos extras, como é o caso dos designers, que podem precisar comprar alguma imagem de um banco de imagens, algum efeito sonoro ou trilha.

É muito importante conversar isso com o cliente antecipadamente.

Entenda o projeto por completo, assim você já saberá se terá que incluir esse tipo de gasto no orçamento ou não.

Tempo de produção e prazos

O cliente pode ter urgência na entrega, mas você precisa saber qual o tempo mínimo da sua produção. Não se comprometa com algo que não é capaz de entregar.

Caso escolha pegar esse projeto veja no seu cronograma se precisará pagar hora extra para algum funcionário, ou se você terá que trabalhar até mais tarde. Se a resposta for sim, não deixe de cobrar por essas horas a mais de trabalho.

Baixe gratuitamente o nosso Ebook 9 dicas para ter sucesso no e-mail marketing!

Defina as formas de pagamento

Quais são as formas de pagamento que você aceita? São muitas as opções, procure as mais vantajosas para o seu negócios. Débito e crédito são fundamentais.

Você também pode optar por cobrar um sinal antes de iniciar o serviço. Esse sinal pode ser um valor fixo ou uma pequena porcentagem do valor total.

Dentro das dicas de ouro para montar um orçamento, definir as formas de pagamento é essencial, então procure deixa-las expostas de forma simples.

Descreva todo o serviço

Depois que todas as informações sobre o projeto forem acertados com o cliente, depois que fizer o cálculo dos valores e prazo, descreva todos os serviços que serão prestados no orçamento.

Dessa forma o cliente poderá saber tudo o que está sendo cobrado e caso deseje incluir ou retirar algum serviço ele te acionará.

Você também pode se interessar: Como fidelizar clientes com e-mail marketing?

Nunca faça um orçamento com pressa

Como você pôde perceber fazer um orçamento não é algo rápido e simples. Cada cliente e cada projeto precisa ser analisado individualmente.

A prática vem com o tempo, é verdade, o que não significa que você pode fazer orçamentos correndo e de última hora. Isso pode levar você a cometer erros, fazer cálculos errados e esquecer de uma ou outra informação que são importantes para o serviço.

Então vá com calma. Separe um momento do dia para fazer os orçamentos e responder os clientes. Se a demanda for alta procure alguém para te ajudar nessa função.

Conclusão

Você já seguia e aplicava alguma dessas 7 dicas de ouro para montar um orçamento? É comum enxergarmos um orçamento como um simples retângulo onde devemos colocar apenas um valor, mas um orçamento é mais do que isso.

Precisa, além do valor, ter o detalhamento do serviço prestado, as formas de pagamento e também, aproveitar essa espaço para mostrar quem é a sua empresa e como ela pode ser a chave para um serviço bem feito.

O orçamento tem um peso muito grande na decisão do cliente, então capriche! Entenda o que está sendo solicitado, calcule o seu trabalho e monte uma apresentação eficiente.

Você verá a diferença nos resultados.

Gostou de nosso post? Compartilhe: