3 mitos que lhe impedem de aprender programação

16/04/2019 às 09:30 Ajuda

3 mitos que lhe impedem de aprender programação

O mercado de programação é um dos mais promissores do país. O problema é que assim como tantas outras áreas, existem alguns mitos que acabam barrando a entrada de novos interessados por medo ou por desculpa para não iniciar o aprendizado.

Aprender programação não tem nenhum mistério e é sobre isso que falaremos neste texto.

Com a internet e sites como o Youtube e o Instagram, além de diversos sites sobre o assunto, é possível aprender programação com facilidade e em pouco tempo, sem precisar gastar tanto para isto.

Se tornar um programador é um processo lento e gradativo, mas ao entrar no mercado e ganhar experiência, você pode virar um profissional de destaque no mercado e seguir carreira como programador, tendo essa função como principal no seu dia a dia.

Confira abaixo quais são os principais mitos que te impedem de aprender programação:

Para aprender a programar é preciso ter um computador superpotente

Esse é um grande mito que acaba pegando num ponto fraco de muitas pessoas: a falta de dinheiro.

A grande maioria das pessoas não tem um computador superpotente em casa e nem possuem recursos para tal. Pois sabia que esse é o primeiro grande mito que lhe impedir de aprender programação.

Não! Não é preciso ter um supercomputador para aprender a programar. Existem algumas funções básicas de programação, inclusive, que você não precisará nem de um computador para aprender, basta ter um smartphone.

É lógico que conforme, você for pegando experiência e se aprofundando em projetos mais complexos, aí sim ter um computador potente será necessário.

Mas o que estamos falando aqui é o que te impede de programar. E não ter um supercomputador não é nenhum impedimento.

Para aprender a programar, você precisa apenas de um notebook ou computador simples. Com isso, você pode ir pegando aos poucos os códigos das principais linguagens de programação e começar a montar os seus primeiros projetos.

Somente mais para frente, depois de ter começado a trabalhar com programação, que você deve pensar em comprar um computador mais potente, mas até lá você pode aprender com uma máquina simples e testar sua capacidade de absorção do aprendizado.

Assim, você terá uma ideia se vale a pena para você investir em programação.

Confira também: Melhor hospedagem de site.

Só se aprender a programar na faculdade

A faculdade é apenas um dos meios por onde você pode aprender a programar. Este é o outro mito que está relacionado não só a falta de dinheiro, mas a possível falta de recurso intelectual.

Como assim? Bom, se você é adolescente e não terminou o ensino médio você pode aprender a programar pela internet, deu para entender?

É lógico que ter uma faculdade de programação lhe trará credibilidade, mas ela não é necessária para aprender os primeiros passos sobre programação.

Existem também custos técnicos que são mais baratos e podem concluídos em um curto período que podem fazer tanto efeito para o seu aprendizado como a faculdade.

Além disso, como dissemos lá no início do texto, que qualquer pessoa pode aprender a programar pela internet.

Existem diversos canais no Youtube e várias pessoas que utilizam suas contas no Instagram, além de inúmeros fóruns sobre programação, que pode ajudar a qualquer um no aprendizado em programação.

Basta que você tenha internet em casa, um computador e reserve um pouco do seu tempo para dar os primeiros passos em programação.

É claro que você pode agregar mais conhecimento e credibilidade fazendo uma faculdade, mas a princípio você pode deixar isso para o futuro, quando perceber que programação é a sua vocação.

Para programar é preciso ter inglês fluente

Esse é outro grande mito. A barreira do idioma breca a ascensão de muitas pessoas no mundo atual.

Não é preciso ser fluente em inglês ou mesmo ter uma noção intermediária do idioma. Você pode aprender a programar sabendo um inglês bem básico.

Mas como vou saber programar se todos os códigos são em inglês? É preciso deixar claro, que você não precisa decifrar o que é cada código na primeira vez que o vê, o que você precisa é saber para o que ele serve e quando ele será necessário.

Com o passar do tempo mexendo com os códigos, você vai começar a perceber que o envolvimento com programação vai estar melhorando o seu inglês.

Isso mesmo! Para dar os primeiros passos não é preciso dominar outro idioma, então fique tranquilo.

Agora, caso você venha a criar uma vontade de seguir carreira como programador, aí sim, você pode investir num curso de inglês para ganhar fluência no idioma.

Além de se tornar bilingue e garantir o entendimento dos códigos, ter inglês fluente lhe abrirá muitas portas nesse mercado.

Conclusão

Como vimos ao longo do texto, os mitos sobre programação, assim como os criados sobre outras áreas de atuação, sempre se referem aos principais pontos fracos das pessoas: a falta de dinheiro, falta de formação acadêmica, falta de novos conhecimentos, etc.

Estas “barreiras” podem ser facilmente derrubadas com perseverança e força de vontade. Para começar a aprender programação, você precisa de muito pouca coisa.

E além disso, também é preciso vencer o medo de descobrir algo novo.

Nos dias de hoje, é preciso tentar para sabermos se possuímos vocação para uma nova profissão. E assim também é no ramo de programação.

Como falamos no texto, conforme você for aprendendo e criando intimidade com os códigos e que você deve começar a pensar em realizar os primeiros investimentos para seguir uma carreira como programador.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça nosso serviço de Hospedagem de Site.

Gostou de nosso post? Compartilhe: