Saiba por que evitar as técnicas Black Hat nos buscadores

03/07/2018 às 14:59 Ajuda

Saiba por que evitar as técnicas Black Hat nos buscadores

No mundo do marketing digital, o SEO aliado a um bom conteúdo é o melhor caminho para alcançar o topo no ranking dos buscadores como o Google.

Porém, existem técnicas e técnicas e algumas delas podem acabar prejudicando o seu site em vez de ajudá-lo.

Estamos falando das técnicas Black Hat, que são consideradas agressivas, não seguem as regras dos sites de busca e tentam tirar vantagem manipulação algumas situações.

Geralmente, os empreendedores que investem nessas técnicas buscam grandes resultados a curto prazo, mas acabam recebendo punições severas do Google ao serem descobertos.

O que são técnicas Black Hat?

As técnicas Black Hat ou chapéu preto, em português, tem esse nome por representarem os bandidos de desenhos animados antigos, que em comum usavam esse tipo de chapéu.

E como essas técnicas surgiram? Bom, de prima podemos falar que elas não são novas.

Com a chegada do Google e de outros buscadores e o crescimento do número dos usuários de internet, muitos profissionais da área e hackers repararam que os sites que lideravam os rankings de buscas na web eram aqueles que distribuíam melhor a palavra-chave ao longo do texto e tinham links apontados para eles em conteúdos de outros sites.

Ao perceberem isso, alguns desenvolvedores criaram algumas técnicas para posicionar um site novo em primeiro lugar nas buscas, sem ter de fazer um conteúdo de qualidade.

Como na época, o algoritmo do Google não fazia uma organização mais criteriosa das páginas de ranqueamento, essas estratégias davam certo, ou seja, realmente era possível burlar o sistema dos buscadores e obter sucesso.

Porém, assim como o número de usuários cresceram, a importância dos sites de busca também se elevou, o que fez buscadores famosos como o Google trabalharem em atualizações constantes de seus algoritmos para filtrar melhor os resultados e impedir que certos tipos de manipulação fossem realizados.

E em meio a isso, a intenção dos buscadores passou a não apenas identificar e brecar o crescimento de sites que utilizam técnicas Black Hat, como também puni-los, lhes tirando prestígio, fazendo com que eles perdessem posições ou mesmo que não aparecem nas pesquisas de sites de busca.

Para entender melhor o que são técnicas Black Hat, vamos citar abaixo alguns métodos usados por desenvolvedores para enganar os algoritmos dos buscadores e alcançar o topo dos resultados de busca, confira:

Keyword Stuffing (Recheio de palavras-chave, em português)

Como o nome já indica, essa técnica consiste no uso exagerado das palavras-chave dentro de uma página do seu site.

Existem alguns textos que repetem esses termos por mais de 20 vezes, sendo pelo menos duas ou três vezes por parágrafo.

Outros desenvolvedores tentam ser mais espertos e para não prejudicar a leitura dos usuários acabam inserindo textos ocultos nas páginas de seu site para obter um melhor resultado.

Isso é possível quando o usuário coloca a cor do texto da mesma cor do fundo, como por exemplo, fundo branco e fonte branca, ou até quando se insere texto atrás de imagem ou se coloca o tamanho da fonte do texto oculto para zero.

Conheça nosso serviço de Gerenciamento de Servidores.

Cloaking (Camuflagem, em português)

Essa é outra maneira bastante utilizada para burlar os mecanismos de busca. A técnica consiste na construção de diversos tipos de conteúdos diferentes.

Assim, através de configurações do IP do visitante, é possível saber se ele é um usuário comum ou o algoritmo de um buscador.

Dessa forma, para os algoritmos são apresentados os conteúdos mais otimizados visando o tipo de ranking de buscas.

Já para os usuários comuns são mostrados outros tipos de conteúdo, geralmente com links maliciosos e vírus.

Unreleated Keyword (Palavra-chave não relacionada, em português)

Essa técnica consiste no uso de palavras-chave com maior volume de buscas em textos que abordam outros assuntos.

A intenção é confundir os mecanismos de buscas, fazendo com que eles considerem que seu conteúdo tenha relevância.

No entanto, quando os usuários começam a entrar em seu site, eles se deparam com um tipo de conteúdo completamente diferente do que ele estava procurando.

E quando os algoritmos percebem o uso desse método, esse texto obviamente vai perdendo posições nos rankings de busca.

Por que não devo usar técnicas Black Hat em meu site?

Como já falamos acima, os sites que utilizam esse tipo de técnica não só perdem posições nos resultados de busca como também são punidos pelos buscadores.

Para não cometer nenhum destes erros, o ideal é que use o Guia de SEO do Google como referência para adotar práticas limpas e que realmente ajudarão o seu site a crescer.

Os sites que são adeptos das técnicas Black Hat recebem punições, de acordo com a gravidade das infrações cometidas, pelo grande volume dos métodos utilizados e pela porcentagem de influência que essas técnicas possuem sobre o bom desempenho do site.

As punições pode gerar quedas de 30 até 950 posições nos resultados de buscas ou em último caso, o banimento do Google.

Se você tem um site e notou que o seu tráfego de visitas orgânico caiu bruscamente sem motivo aparente, provavelmente você sofreu alguma penalidade dos buscadores.

Não usar essas técnicas é um procedimento cada vez mais recomendado, já que a cada atualização e software lançado para potencializar o poder dos algoritmos dos buscadores, mais sites caem por conta do uso das técnicas Black Hat.

Ser adepto das boas práticas de SEO e se dedicar a criar um conteúdo de alta qualidade e relevância devem ser a meta de qualquer empreendedor novo no mercado.

Assim, você garantirá o crescimento do seu site com total segurança e sem ser ameaçado por punições, além de manter o público conquistado através de tráfego orgânico já que seu site cumpre o que promete.

Gostou das dicas? Confira mais em nosso blog e conheça o nosso serviço de Google AdWords.

Gostou de nosso post? Compartilhe: