Palavras Chaves e Sub Nichos como descobrir?

03/06/2018 às 10:54 AdWords

Palavras Chaves e Sub Nichos como descobrir?

A concorrência no mercado digital está cada vez mais acirrada, com isso o crescimento da segmentação se tornou uma tendência na internet. Quanto mais específicos forem os nichos de mercado, teoricamente, é mais fácil atingir o público.

A partir daí, a escolha de palavras-chave também é facilitada, pela necessidade de tornar uma lista de termos bem mais específicos.

De certa forma, os potenciais clientes são atraídos por subnichos por terem mais noções e serem mais exigentes sobre produtos e temas.

Os profissionais de marketing digital está cada vez mais de olho nas atualizações dos algoritmos do Google para refinar suas listas de palavras-chave.

O que são subnichos?

Os subnichos têm como característica principal a segmentação de mercado. O que isso quer dizer? É os negócios desse gênero costumam ser focados em uma pequena parcela do público de grandes mercados.

Um exemplo simples, é a criação de uma loja de acessórios masculinos, que é um subnicho do mercado de vestuários.

Cada mercado mais amplo possui inúmeras possibilidades de negócio se pensarmos em segmentação. Focando novamente no mercado de vestuário, é possível escolher subnichos que foquem no mercado feminino ou masculino.

No caso de vestuário masculino, é possível apostar em nichos menores como calçados masculinos, roupas masculinas e daí conseguir ser ainda mais específico, como por exemplo, calçados masculinos esportivos e roupas masculinas streetwear.

Pelos exemplos, o que se percebe é que os subnichos são muito mais específicos, se você fala que sua loja vende roupas masculinas, isso é muito vaga, ela pode vender qualquer tipo de roupa, isso gera desinformação.

Se você tem o foco na venda de camisas, calças e calçados sociais, explicite isso, assim que procura o estilo casual, esportivo não irá procurar sua loja. Ela chamará atenção apenas das pessoas que se interessem pelo estilo de vestimenta social.

Aliado a segmentação, os subnichos geram menos tráfego e de início bem menos vendas. Por que? Justamente, por que é um mercado fechado a tipo de consumidor.

A vantagem é que limitando o perfil de seus clientes, você conseguirá através de uma boa estratégia atrair público de forma mais rápida.

Trabalhar num mercado mais específico, ou seja, adotar um subnicho para o seu negócio é interesse para quem não tem uma capacidade de investimento muito grande.

Micro e pequenos empreendedores são bons exemplos disso, como eles não possuem capital para competir com as grandes lojas do mercado, eles se fecham em mercados menores, onde a concorrência é mais leve ou, pelo menos, mais igualada.

O bom dos subnichos é que sempre dá pra afunilar mais seu público, criando conteúdos extremamente específicos.

Quem vende calçados masculinos sociais, por exemplo, pode criar textos para chamar a atenção de consumidores que busquem cores, tamanhos e formatos específicos destes calçados.

Como é possível perceber, de acordo com a segmentação de um negócio, menor será o número de visitantes, e consequentemente o número de clientes, por isso é importante achar um mercado onde seja viável ter lucro e crescer rápido.

Confira também o que é remarketing.

Como realizar uma pesquisa de palavras-chave eficiente no subnicho?

Uma boa pesquisa de palavras-chave se torna ainda mais ideal quando se aposta num subnicho de mercado. Fazer uma lista assertiva de termos é essencial para que sua estratégia de marketing digital seja altamente efetiva.

Através dela será possível conhecer melhor o mercado, definindo o perfil de seus clientes para aproveitar melhor as oportunidades de negócio, apresentando soluções a um público que pode estar carente de opções no meio digital.

É importante frisar que as pessoas navegam na internet buscando opções de compra. Por isso, é preciso entender suas necessidades e apostar no trabalho em cima de soluções para esses interesses, conseguindo assim fechar mais vendas e fidelizar mais clientes.

Como fazer uma lista de palavras-chave?

Depois de evidenciar a necessidade de uma boa pesquisa de palavras-chave, agora vamos abordar como fazer a lista de fato. Para isso, você deve ser criativo para encontrar ideias de termos que reflitam seu subnicho de mercado.

Além da criatividade, é possível utilizar o maior número possível de ferramentas para conseguir achar os termos mais específicos possíveis para o seu negócio. E para isso, é preciso pesquisar o seu mercado, sabendo para quem de fato você está vendendo.

Afinal, não adianta nada ter um negócio em ramo mais específico, atuar em um mercado menor, se você não tem a mínima noção de quem é que se interessa por seus produtos ou serviços.

Por isso, é importante fazer pesquisas onde se investiguem seus concorrentes, o mercado para definir o perfil do consumidor de seu subnicho, criando personas para ajudar na adoção de uma estratégia de marketing.

Depois de realizar todo esse estudo, é preciso fazer uma lista de todos os subnichos e micronichos que tem algum tipo de relação com o seu negócio. Só dessa simples pesquisa, você já irá conseguir fechar algumas boas opções de palavra-chave para sua lista.

Se o seu subnicho de atuação de mercado não possibilitar mais subdivisões, extraia o máximo de termos possíveis sobre o assunto.

Nesse ponto, você já terá formulado sua lista inicial, agora é a hora de usar outras ferramentas para conseguir realizar um brainstorming de ideias, afim de encontrar mais termos relevantes.

Nessa parte, é muito importante sair um pouco do óbvio e pensar em termos o mais originais possíveis para diminuir ao máximo a concorrência de mercado.

Uma boa dica é usar o Google Adwords para fazer a procura por palavras-chave e ter acesso ao seu volume de procura mensal. Através do serviço é possível obter mais ideias de termos para o seu subnicho.

O ideal é que você se preocupe não somente em achar os termos, mas também estar ligado em alguns fatores determinantes para acertar sua lista final de palavras-chave, como por exemplo, o volume de busca, a facilidade de ranqueamento, intenção de compra, entre outros.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Google Adwords.

Gostou de nosso post? Compartilhe: