O que é PageRank?

17/08/2016 às 08:43 SEO

O que é PageRank?

Com certeza você já deve ter se questionado sobre como funciona o sistema de busca do Google, ainda mais se está investindo na criação de um site.

O PageRank é considerado um ponto importante nesse contexto, mas muita gente ainda não sabe o que é e como ele funciona – e se ainda é útil nas pesquisas.

Qualquer pessoa que começa a investir no marketing digital para garantir um bom posicionamento do seu blog no Google (e, claro, aumentar o tráfego), precisa entender qual é a função exata desse recurso e porque ele ainda é bastante falado pelos especialistas.

Por isso fizemos esse artigo, para tirar todas as suas dúvidas a respeito do PageRank. Acompanhe!

Veja também nosso post " O que é remarketing?" e "Dicas para criar sua primeira campanha no Google AdWords"  

O que é PageRank?

O PageRank (PR) é um algoritmo que já existe há mais de 20 anos. Foi criado por Lary Page em 1995, como uma métrica para medir o conteúdo e classificar a relevância de uma página no Google.

Ou seja, é uma avaliação de cada site que considera diversos fatores, num critério de 0 a 10. Quanto maior o PageRank, mais a plataforma estará em evidência no buscador.

Para se ter uma ideia, é bem difícil chegar à relevância de 10. Apenas o próprio site do Google e poucos sites possuem essa nota.

Aqui no Brasil, provedores populares de notícias ficam numa média de 6 a 8, considerada boa quando se trata de tantas opções que temos na internet hoje em dia.

E como visualizar isso? É só instalar a Google Toolbar ou acessar sites que fazem a checagem online. É bem simples e prático.

O que o Google avalia no PageRank?

São vários fatores que o Google avalia nessa classificação, mas os principais deles são: contexto, qualidade e quantidade.

A partir da junção desses três critérios, é possível chegar a um resultado de classificação ideal para cada página.

É ideal que todos mantenham um bom equilíbrio, e esse é realmente o maior desafio do PageRank, já que muitas vezes o que sobra em um quesito, falta em outro.

Por isso se destaca mais quem investe nos 3 ao mesmo tempo, independente da popularidade de determinado site no buscador. Para se ter ideia, um blog amador pode ter uma nota maior que um portal conceituado e que normalmente tem muitos acessos.

E como funciona o PageRank na prática?

Na prática, esse algoritmo parece complexo, mas funciona de forma bem simples. Basicamente, é um sistema por meio de votos e recomendações de página.

Quanto mais seu site for indicado – ainda mais por quem já tem uma boa colocação no PageRank –, melhor. Mas claro que não é apenas isso, afinal, o Google lida com milhares de sites.

É preciso analisar algumas questões. A primeira é que não adianta ser recomendado por uma página grande do nicho Saúde se o seu site fala de Marketing Digital.

Uma coisa não tem nada a ver com a outra (é aí que se aplica o tema ‘contexto’ que falamos anteriormente). É o mesmo que um jogador de futebol dar uma opinião sobre moda: o comentário pode chamar atenção, mas ninguém vai levar a sério porque sabe que ele não entende nada disso.

Conheça o nosso serviço de Revenda de hospedagem com cPanel e surpreenda-se!

Agora quando uma plataforma de qualidade está associada aos links da sua page (o site da Globo divulgando seu blog de entretenimento, por exemplo), o fato já muda de cenário e é bem-visto pelo Google – nesse caso, além de um bom contexto, implica ainda em uma boa qualidade.

E a quantidade, entra e qual parte? Bom, quando uma página com ótimo PageRank te indica, é claro que seu site ficará em destaque.

Porém, imagine se ela começa a recomendar seus concorrentes também. A quantidade, é claro, será dividida entre todos, e é claro que isso vai influenciar a colocação de todos.

Por isso, o ideal é linkar até 100 páginas (acredite, tem plataformas que passam disso!).

Mas o PageRank ainda funciona hoje em dia?

Essa é uma questão que muita gente ainda confunde. Sim, o PageRank ainda é utilizado pelo Google, porém sem a mesma importância que tinha no passado.

Segundo especialistas, a atualização desse recurso tem sido cada vez mais tardia. Hoje em dia, é de 3 em 3 meses.

Além disso, o número inteiro não dá margem para uma comparação totalmente eficaz. Nesse caso, para muitos, deveria considerar casas decimais, o que não acontece nesse sistema.

Devo esquecer o PageRank, então?

Calma, não é por isso que você deve abrir mão totalmente do PageRank. Embora não esteja no topo da otimização do Google para melhorias das pesquisas, ainda é bem importante.

O que você precisa fazer para aumentar o tráfego do seu site é apostar em outras alternativas fora esse sistema.

Como falamos aqui sempre, o marketing digital traz inúmeras opções que estão em alta na internet atualmente.

Outra coisa é que com o próprio Google Analytics já é possível realizar uma avaliação interessante das métricas do site, como o número de visitas, taxa de conversão e rejeição, importância dentro do nicho, visitantes que voltam a acessar a página, entre outros relatórios.

Outras opções bacanas são:

  • Criar um conteúdo exclusivo, com muita qualidade e além do genérico, afinal, o que mais existe na web são sites com o mesmo assunto.
  • Atentar-se ao SEO, recurso que está em voga atualmente e melhora muito a relevância de sua página na internet. Tags e palavras-chave também podem fazer muita diferença! Com o próprio sistema de busca do Google dá para saber o que é mais procurado pelos internautas na rede – mas tudo com equilíbrio e sem exagero.
  • Fazer parcerias com sites do mesmo nicho, assim um indica o outro e no fim todos ficam com um bom PageRank.
  • Conte com uma boa empresa de hospedagem para que seu site esteja sempre no ar, livre de spam e de outros problemas. Para saber mais sobre isso e conhecer uma empresa com ótimas vantagens, acesse o site da ISBrasil.

O PageRank é um sistema bem bacana que pode ajudar muito no posicionamento do seu site.

Busque tirar o máximo proveito desse mecanismo e procurar outras estratégias para conseguir ainda mais sucesso na web.

Gostou de nosso post? Compartilhe: