O que é blacklist? Como ela influencia suas campanhas de email marketing?

O que é blacklist? Como ela influencia suas campanhas de email marketing?

06/12/2016 às 08:02Email Marketing

O que é blacklist? Como ela influencia suas campanhas de email marketing?

Você sabe o que é blacklist e de quais maneiras ela pode influenciar no seu jeito de fazer email marketing?

Bem, em primeiro lugar é muito importante ressaltar que, se você está em uma blacklist, isso não é nada bom. Por outro lado, se você se encontra nessa situação, foi porque provavelmente fez algo de errado. Continue com a gente e você vai aprender um bê-a-bá sobre o que é blacklist, quais seus efeitos e como sair dela… Confira!

 

O que é blacklist?


Como se trata de um assunto mais técnico, não poderíamos começar este texto de outra maneira se não explicando o que é blacklist. Blacklists são listas criadas com o único objetivo de ajudar pessoas (ou empresas) a protegerem-se das tão famigeradas mensagem indesejáveis (mais conhecidas como spam).

Essas listas, por sua vez, são criadas pelos próprios provedores de email - ou seja, as empresas intermediárias que entregam o email ao público.

 

Como funciona a blacklist e por que ela é tão ruim para o seu negócio?

Agora que você já tem uma noção um pouco mais elaborada sobre o que é blacklist, vamos começar a adentrar o assunto para explicar quais são os seus mecanismos.

As blacklists, por si só, são poderosíssimas porque funcionam em efeito cascata. Quando um provedor percebe que o seu email marketing não está de acordo com as “boas práticas” ou que você simplesmente está praticando spam, ele, além de incluir você em uma blacklist, também informa a todos os outros provedores sobre o que está acontecendo.

Esse é um mecanismo simples que os provedores encontraram para proteger seus usuários. Sendo assim, uma vez dentro de uma blacklist, logo o seu serviço de email marketing, detectado via domínio do site ou endereço de IP, será uma arma com potencial bastante reduzido.

 

Por que não é legal fazer Spam?

Muitos empreendedores, assustados quando descobrem sobre como funciona a blacklist (ou mesmo quando descobrem que existem blacklists), acabam se perguntando: mas no ambiente de negócios não vale tudo? Por que eu não posso fazer meus disparos em formato de spam?

Na verdade a resposta é “não”, não vale tudo no mundo dos negócios.

Conteúdo, a moeda de troca do mundo virtual

Se você utiliza o email marketing como ferramenta de engajamento e vendas no seu negócio, provavelmente é porque trabalha com estratégias de inbound marketing.

Sendo assim, é importante que, no dia a dia, a sua marca ofereça conteúdo relevante ao público… Senão não faz sentido!

Perceba as lógicas do Google ou do Facebook, por exemplo. Em ambas as plataformas as pessoas não estão ali para comprar, elas estão ali por conta dos conteúdos que aqueles sites proporcionam. No final do funil de vendas, quando elas já tiveram total acesso a conteúdos de qualidade, as pessoas acabam comprando, mas sem aquela sensação de que alguém as está forçando a fazer isso.

Aqui fica uma lição importante: mesmo que você possa sair por aí e comprar um CD com 20 mil endereços de email, será que vale a pena? 

Quantas dessas pessoas estão realmente interessadas no que você tem a dizer (ou vender)? Quantas delas marcarão suas mensagens como spam pois simplesmente não autorizaram o envio de emails?

É muito mais fácil criar um ebook ou webinar e disponibilizá-lo em troca dos leads. Isso é ser inteligente e fugir da blacklist!

 

Principais motivos que vão colocar você em uma blacklist

Quando falamos em spam no email marketing, por vezes temos a falsa noção de que isso só acontece quando você manda uma quantidade massiva de mensagens para grande parte de sua base. Bem, essa é uma das formas de ocorrência do spam no email marketing, mas não a única. Confira abaixo alguns dos principais motivos que podem colocar o seu domínio ou endereço de IP em uma blacklist:


Emails não autorizados

Como dissemos, essa é a forma mais comum para que usuários do mundo inteiro acabem em blacklists.

Se você está comprando endereços de emails - e não capturando-os, como deveria fazer -, logo os usuários perceberão que estão recebendo mensagens de um endereço não autorizado. Sendo assim, começarão a marcar os seus emails como spam.

Uma vez que os provedores identifiquem um volume anormal de marcações de spam, você entrará para uma blacklist.


Email com conteúdos desrespeitosos

Mesmo que você tenha conseguido o email de um usuário utilizando as “boas práticas” do email marketing, isso não quer dizer que você poderá enviar conteúdos maliciosos - como pornografia ou vídeos preconceituosos - para ele. Ao ser identificado fazendo isso, seu endereço certamente acabará em uma blacklist.


Email com vírus

Mesmo com toda a tecnologia anti-vírus disponível atualmente, muita gente ainda insiste em enviar conteúdos com softwares e links maliciosos para a sua lista de emails.

Não precisamos dizer que isso está longe de ser considerado uma das boas práticas do email marketing, certo?

Cuide para que seus conteúdos estejam sempre limpos e seguros!

 

Como sair de uma blacklist?

E, para o final do nosso artigo de hoje, deixamos a pergunta que não quer calar: como sair de uma blacklist e livrar-se de todos os prejuízos que ela causa?

Bem, se você está em uma blacklist colaborativa, por exemplo, a resposta para esta pergunta pode ser realmente relevante!

Na verdade não existe mágica. Para sair de uma blacklist é necessário entrar em contato com quem está organizando a lista…

Provavelmente eles acompanharão o seu serviço de email marketing por algum tempo, a fim de detectarem se a prática de spam foi realmente abolida, e logo depois retirarão o seu endereço de IP da lista negra em que se encontra no momento.

Restou alguma dúvida sobre o que é blacklist ou sobre como ela age no seu serviço de email marketing? Então deixe um comentário aqui embaixo do texto e teremos prazer em continuar ajudando!

Até Mais!

 


 

Gostou de nosso post? Compartilhe: