Como começar uma startup sem muito dinheiro?

23/07/2018 às 18:28 Ajuda

Como começar uma startup sem muito dinheiro?

De uns 4 anos para cá, as famosas startups deram as caras por aqui. Diversas delas receberam milhares de dólares em investimentos ou foram compradas por gigantes como Google e Facebook e prosperaram no mercado.

Mas a pergunta que paira no ar é: como começar uma startup sem muito dinheiro e segurar a peteca para não fechar as portas até os primeiros clientes entrarem?

Se você se encontra nessa situação, continue lendo esse artigo e conheça algumas dicas bacanas sobre como fazer isso. 

Sem investidores 

Diversas startups optam por não terem investimentos individuais ou de empresas de capital de risco. Elas preferem, através de muito sacrifico, fazer a empresa crescer, mesmo com pouco ou nenhum dinheiro investido.

É claro que como menos dinheiro em caixa, a startup vai crescer em um ritmo muito mais lento. Mas você sabia que isso pode ser até benéfico a longo prazo? 

Uma startup que não recebe dinheiro de investidores significa que todos os sócios tem total controle sobre tudo que acontece dentro da empresa.

Eles não precisam da aprovação dos investidores sobre alguma decisão que será tomada. Dependendo da situação, essas empresas prosperam muito mais rápido do que outras que receberam investimento alheio. Leia nosso post sobre Quanto custa montar uma loja virtual?

A principal desvantagem de não se ter investidores é que sem um modelo de negócios devidamente comprovado, ou seja, sem clientes adquirindo seu produto ou serviço, é pouco provável que um alguém vá confiar parte do seu dinheiro na sua empresa.

Preste atenção nas dicas abaixo e siga-as à risca!

Mantenha-se no seu emprego

Primeiramente, você deve ter total segurança que seu emprego atual lhe dê plenas condições de iniciar sua startup.

Tenha a certeza de que o ramo de atuação de sua startup e da empresa que trabalha não sejam conflitantes ou até mesmo concorrentes.

Caso seja necessário, procure por outro emprego que permite que você dedique menos horas a ele e que tenha mais liberdade. 

Conte com o apoio da família

Você sabe que quando se começa qualquer tipo de negócio, é necessário tempo, dedicação, esforço e dinheiro.

Se sua família apoia sua iniciativa será muito mais fácil quando surgirem aqueles imprevistos de finais de semana ou madrugadas em claro trabalhando na sua nova startup. Contar com o apoio da família é essencial nessa nova empreitada.  

Faça dinheiro ao invés de gastar

O fato da sua nova startup ter CNPJ, não vai fazer sua conta bancária estourar de tanto dinheiro. Dessa forma, tenha bastante atenção na forma que você gasta sua grana.

Gaste somente com o que for necessário, procure serviços online gratuitos, não dispense a ajuda de amigos ou parentes e faça você mesmo tudo o que for possível para economizar dinheiro. 

Pelo menos no início, até as coisas aplumarem, você não precisa uma linha de telefone exclusiva para sua startup ou alugar um coworking espaçoso.

Você pode trabalhar na mesa de jantar de casa ou até montar seu próprio home-office. Economize, sempre!

Outra dica para economizar é estabelecer parcerias com alguns profissionais. Se sua startup é uma empresa do ramo de tecnologia, você pode fazer parcerias com programadores freelancers que podem te ajudar com seu projeto em troca de alguma porcentagem do negócio ou divulgação do seu trabalho, por exemplo. Aprimore seus conhecimentos em Como atrair mais clientes para a sua Loja Virtual

Erre, mas conserte rápido

Você deve sempre testar suas ideias, colocar seu produto em teste para os usuários e interagir, ao máximo, com seus clientes.

Se for necessário, encontre pessoalmente com seus clientes em potencial para um feedback deles sobre seus serviços. 

Anote ou grave todos os pontos positivos e negativos e faça as devidas alterações ou adaptações o mais rápido possível. Deixar um produto 100% pode levar meses e até anos, dependendo do nicho de atuação.

Você deve ser ágil na correção dos possíveis erros para não perder espaço no mercado para a concorrência.

Lembre-se sempre de que sua startup ainda está engatinhando, mas nem por isso deixa de concorrer com empresas gigantes. Por isso, quanto mais assertiva for a sua estratégia, melhor para você. 

Comece, mesmo que o produto ainda não esteja desenvolvido

Você mesmo pode fazer o papel do sistema para simular a operação da sua startup, mesmo que o seu produto ou serviço ainda não esteja totalmente desenvolvido. 

Suponha que você quer lançar no mercado um site que facilite a busca de diaristas que tenham referência.

Antes de gastar sua grana desenvolvendo esse tipo de sistema, você pode testar a solução para ver se ela vai realmente dar certo. Conheça nosso serviço de Loja Virtual

Quer uma dica? Entre em contato com todos os conhecidos que possuem diaristas e faça uma planilha no Excel com os nomes e com as avaliações de onde elas já trabalharam. 

Depois, disponibilize essa planilha no seu blog pessoal, nas redes sociais e envie por e-mail para toda a sua rede de contatos informando sobre do que se trata.  

Prototipacão

É claro que nem toda ideia você consegue simular de forma manual, principalmente se for algo que ainda não existe nada parecido no mercado.

Nesse caso, você pode criar um protótipo simples da solução para deixar sua ideia mais clara para os usuários. Esse protótipo pode ser até mesmo um desenho de como você gostaria que fosse o layout do seu site ou aplicativo. 

A principal vantagem é que você pode fazer tudo no papel mesmo e mostrar em uma pequena apresentação de slides com a ajuda de algumas ferramentas.

Você ainda pode coletar todos os feedbacks positivos e negativos do público- alvo e aprimorar ainda mais seu projeto. Que tal baixar nosso e-book totalmente grátis? 

Apresentação Comercial

Se os clientes de sua startup forem empresas ou grandes instituições, que tal apostar em uma apresentação comercial para mostrar suas ideias? Sua apresentação deve seguir um determinado roteiro e deve mostrar o problema, mercado, solução, comparações com soluções já existentes e a sua proposta comercial.

Mas como apresentar algo sem ter o produto em mãos? Você pode apresentar feedbacks do seu público-alvo antes mesmo do seu produto nascer.

Dessa forma, você economiza tempo, dinheiro e ainda consegue convencer seus futuros clientes a contratarem seus serviços. 

Ainda tem dúvidas?  Sem problemas. Em nosso blog você pode ler mais sobre esse e outros assuntos. 
 

Gostou de nosso post? Compartilhe: