Não perca a nossa BLACK FRIDAY, descontos REAIS e VITALÍCIOS de 50% OFF SAIBA MAIS!

Como anda o mercado de designer freelancer?

Como anda o mercado de designer freelancer?

21/10/2017 às 14:44Ajuda

O mercado de freelancer vem crescendo a cada ano por aqui. Um dos principais motivos é a independência financeira e a capacidade de trabalhar sob seu próprio horário. Outro grande motivo para o crescimento de designers freelancer é a crise econômica: com o aumento do desemprego, o número de profissionais que buscam freelas na web também cresceu. E muitos designers profissionais acabam encontrando na internet um ambiente perfeito para atrair novos clientes e, assim, criar o seu próprio negócio.

Isso porque a web oferece ferramentas e condições específicas para o freelancer. Por exemplo, há plataformas exclusivas onde é possível encontrar clientes procurando pelos serviços de um design. Se há 10 anos era difícil conseguir um “job” através da internet, atualmente encontrar trabalho em grupos do Facebook e em sites especializados está mais fácil.

Vale a pena largar tudo para ser freelancer?

Muitos profissionais encontraram na internet uma oportunidade de trabalhar sem os padrões e barreiras impostas no mercado tradicional. Na web, o designer pode encontrar trabalho de diferentes maneiras, seja através da abordagem direta, da participação de processos seletivos, através de estratégias de marketing digital, entre outras formas. Além de ter mais possibilidades de encontrar freelas, na web é possível encontrar um ambiente mais flexível para se trabalhar.

Contudo, mesmo que o mercado de freelancer apresente um forte crescimento, é preciso ter organização e estar pronto para desenvolver outras capacidades, como o empreendedorismo.

Sim, muitos profissionais largaram “tudo” para atuar como designer freelancer. A prova disso é que o setor apresentou um crescimento de 181% no ano de 2016, de acordo com o Relatório de Trabalho Independente e Empreendimento realizado pelo Workana, uma das principais plataformas para freelancers designers (e de outros segmentos) da América Latina. Porém, é muito importante seguir algumas dicas para se estabilizar no mercado. Trabalhar por conta própria não é fácil e precisa de alguns elementos para conquistar clientes e continuar mandando bem. Saiba o Passo a passo para criar o seu Blog utilize a Hospedagem com WordPress

Como se dar bem no mercado de design freelancer?

Então você decidiu trabalhar por conta própria! É uma decisão inteligente, pois trabalhar para si mesmo traz uma série de vantagens. Uma delas é poder trabalhar a hora que quiser: isso implica em acordar tarde e fazer o seu próprio horário. Além disso, a renda vai variar de acordo do quanto você pode produzir e de sua demanda. Baixe gratuitamente nosso ebook e saiba como vender com mais eficiência.

Para ajudá-lo a se dar bem nesse novo segmento, confira algumas dicas que separamos a seguir:

1. Seja organizado

A organização é um dos itens principais para qualquer pessoa que deseje trabalhar como designer freelancer. Isso porque será necessário ter um ambiente propício para poder produzir, além de entregar as tarefas e os jobs dentro do prazo estimado pelo cliente.

Responder e-mails, dar feedbacks e estar em constante contato com os clientes vai demandar um excelente senso de organização.

Mesmo que trabalhar por conta própria signifique, na prática, mais liberdade, o fato é que ainda sim será necessário organizar cada etapa do trabalho para se dar bem nesse segmento.

A dica é criar um planejamento contendo as horas que deverão ser trabalhadas para conquistar o valor mensal que o profissional almeja.

2. Saiba gerenciar as tarefas

Saber gerenciar as tarefas e os freelas é um atributo ideal para um freelancer de sucesso. Isso porque um dos maiores desafios encontrados por milhares de profissionais é o de entregar o trabalho dentro do prazo. Isso acontece uma série de fatores. E uma delas é o mal gerenciamento das tarefas recebidas.

A dica é criar um cronograma onde mostre as tarefas e suas respectivas datas. Assim, o profissional saberá gerenciá-las por prioridade.

É importante priorizar as tarefas com os prazos menores. Lembre-se que um bom profissional sempre entre seu trabalho dentro do prazo combinado com o cliente.

3. Construa uma carteira de clientes

A construção da carteira de clientes é o principal desafio do designer freelancer. Isso porque é difícil construir um fluxo constante que seja o suficiente para pagar as contas no final do mês. Por isso, é extremamente importante saber procurar trabalho. E, mais importante ainda, é aprender a lidar com os clientes para construir um relacionamento a longo prazo.

Para isso, é necessário ser transparente, oferecer um excelente trabalho e apostar em preços competitivos. Isso não quer dizer que você deverá cobrar barato.

E sim que o preço cobrado deverá levar em consideração a sua capacidade profissional, trabalhos realizados e quantos anos de experiência possui.

4. Crie um ambiente de trabalho

Para ser bem-sucedido em sua nova empreitada, o profissional deverá contar com um ambiente onde poderá desenvolver seu trabalho e sua criatividade. Um dos maiores problemas de quem está começando é o de não reservar um espaço para transformá-lo como escritório. Dessa maneira, vários elementos acabam atrapalhando a sua produtividade. E, assim, o designer freelance não consegue obter a renda necessária no final do mês.

A forma de remediar essa situação é através da criação de um ambiente adequado, orientado exclusivamente para a execução das atividades de freelancer.

Nesse tempo, é preciso informar os familiares sobre a sua atividade para não ser interrompido com pedidos triviais. Como ir na rua comprar Coca-Cola, por exemplo.

Aonde arrumar trabalho como design freelance?

Depois de aprender as dicas básicas para se dar bem no mercado de designer freelancer, chegou a hora de conhecer as principais plataformas do segmento. Confira:

Rock Content: aqui será possível encontrar um freelas relacionados a criação de imagens, artes para redes sociais e diagramação.

Freelancer.com: nesse site será possível encontrar freelas sobre as mais variadas demandas – tanto no Brasil quanto no exterior. É bom possuir uma certa fluência no inglês para aumentar as chances de conseguir jobs.

Workana: uma das principais plataformas do mercado, aqui é possível encontrar uma grande quantidade de trabalhos. Porém, é preciso negociar para conseguir jobs com valores compatíveis com o mercado.

99Freelas: essa é uma excelente opção para quem está começando. Nessa plataforma será possível encontrar uma grande variedade de oportunidades. O único contra é que a concorrência é grande. Por isso, o profissional terá que ter paciência.

O mercado de designer freelancer anda muito bem e, atualmente, existem várias opções para se conseguir trabalho. Contudo, o profissional deverá ser bom e estar atualizado, além de ser organizado e ter noções de empreendedorismo para ser bem-sucedido.

Gostou de nossas dicas e informações sobre o mercado de designer freelancer? Veja nossas outras dicas em nosso blog.

Gostou de nosso post? Compartilhe: