Antivírus não é segurança da informação. Entenda

12/08/2018 às 21:40 Ajuda

Antivírus não é segurança da informação. Entenda

É bastante comum que muitas das pessoas que possuem negócios online tenham o antivírus como a coisa mais importante para sua segurança.

Não é à toa que isso acontece, já que esse tipo de software é o maior sinônimo de proteção não só para computadores pessoais, mas também para sites, smartphones, tablets e todo tipo de tecnologia que utiliza internet.

Mas há uma questão pouco comentada, principalmente por falta de conhecimento, que é a da segurança da informação.

Muitos quando ouvem esse termo já imaginam a presença de um antivírus agindo para sua proteção, mas antivírus não é segurança da informação.

Ficou confuso com os termos? Pode ficar calmo! O texto de hoje irá explicar com detalhes qual é a diferença entre esses dois termos e por que você deve saber tudo sobre eles.

O que é um antivírus?

Se antivírus não é segurança da informação, o que ele é? Podemos definir antivírus como um programa ou conjunto de programas projetados para impedir, pesquisar, detectar e remover vírus outros softwares mal-intencionados, como worms e cavalos de tróia, por exemplo.

Esse tipo de ferramenta é muito importante para todo tipo de usuário, seja ele um profissional da internet ou um usuário comum.

Isso porque um computador sem um antivírus está totalmente vulnerável e pode receber ataques a qualquer momento, de todas as direções imagináveis.

O bombardeio é constante, o que significa que as empresas de antivírus precisam atualizar suas ferramentas de detecção regularmente para lidar com os mais de 60.000 novos malwares criados diariamente.

O termo malware é genérico e é usado para nomear qualquer tipo de vírus de computador.

Esses vírus alteram a aparência rapidamente para evitar serem detectados por um software antivírus, pois eles também se baseiam nas atualizações desse tipo de software.

Os vírus são enviados com diversas finalidades, podem ser programados para causar danos ao seu site, impedir que um usuário acesse dados ou assuma o controle do negócio online ou até mesmo para roubar dados e dinheiro de uma conta.

Como você pôde perceber, esse tipo de software é indispensável para qualquer um que deseja ter um negócio online com segurança.

Mas o antivírus sozinho muitas vezes não é capaz de dar conta de todos os ataques que seu site pode receber.

E é aí que o termo segurança da informação aparece.

Você já conhece nosso serviço de Servidor Dedicado? Clique e conheça todas as vantagens que ele pode te oferecer. 

O que é segurança da informação?

Também chamado de Infosec (abreviação do termo em inglês “information security”), a segurança da informação é um conjunto de estratégias e ferramentas que visa analisar, detectar e eliminar qualquer ameaça que um determinado espaço na internet possa receber.

No caso de um negócio online, todos os dados são protegidos para evitar ataques de hackers e analisar os pontos mais vulneráveis do seu site.

A segurança da informação tem como principal objetivo garantir que os dados de qualquer forma sejam mantidos seguros e sejam um pouco mais amplos do que a segurança cibernética.

É importante não confundir o termo segurança da informação com a cybersegurança, já que se trata de outro tipo de estratégia, baseada totalmente na proteção de dados eletrônicos, ou seja, não tem nada a ver com a proteção de elementos físicos de uma loja online, como o servidor, por exemplo.

Então, assim como antivírus não é segurança da informação, cybersegurança também não é. Saber diferenciar esses termos faz toda a diferença na hora de traçar um plano de segurança para o seu negócio.

O que é CIA?

Segurança da informação está muito relacionado com a sigla CIA, que em inglês significa confiabilidade, integridade e disponibilidade (confiability, integrity, availability).

São pilares importantes para você entender o que esse conjunto de estratégias significa.

Confiabilidade:

Significa que os dados de um determinado lugar só serão acessados por aqueles que tem autorização para tal uso.

Integridade:

Tem a ver com as medidas de segurança tomadas para que os dados não sejam alterados por pessoas não autorizadas.

Em outras palavras, tem a ver com as medidas que visam verificar e manter os dados da forma em que devem estar. Sempre em segurança.

Disponibilidade:

No caso de qualquer emergência, os dados devem poder ser acessados facilmente para serem salvos, como em um ataque de hackers, por exemplo.

A disponibilidade trabalha para que essa rapidez possa ocorrer, ao mesmo tempo que precisa manter esse acesso o mais seguro possível.

Qual é o mais importante para o meu negócio?

O antivírus faz parte de qualquer estratégia de segurança da informação, seja para uma empresa, para uma loja online ou para um pequeno negócio.

Ele é um elemento que ajuda a traçar esses objetivos de análise, identificação e proteção de dados.

Cada negócio terá um tipo de estratégia diferente de segurança da informação, já que cada um possui necessidades diferentes, além de também existirem outros fatores que podem influenciar como o tamanho do negócio, o orçamento previsto para a proteção, entre outras coisas.

Entender que antivírus não é segurança da informação é importante para você conseguir mover o seu negócio com a proteção que ele realmente necessita e não apenas com o que você acha que pode o proteger.

É sempre importante manter-se atualizado em tudo que diz respeito à segurança, pois essa é a base para que você não tenha prejuízos no futuro.

Por isso, não importa qual seja o tipo do seu negócio nem o tamanho, a segurança dele precisa vir em primeiro lugar.

Esperamos ter te ajudado a entender melhor a diferença entre esses termos que podem acabar confundido muitas pessoas e esperamos também que você possa utilizar essas informações para melhorar ainda mais a segurança do seu site.

Gostou de nosso post? Compartilhe: