Censo freelancer: Quanto vale a sua hora de trabalho?

21/12/2018 às 19:07 Ajuda

Censo freelancer: Quanto vale a sua hora de trabalho?

Trabalhar como freelancer significa também tomar conta de tudo que envolve sua vida profissional. Você é seu próprio patrão, funcionário e mediador.

É você quem se cobra, quem se compromete e quem precisa entregar tarefas e cumprir prazos. E dependendo do seu trabalho, realizar todas essas tarefas de uma só vez pode ser muito trabalhoso.

E é por isso que uma das maiores dúvidas de quem está começando na carreira é sobre o quanto cobrar. Afinal, freelancer, quanto vale a sua hora de trabalho?

Decidimos analisar os principais aspectos dessa pergunta para você entender melhor como cobrar e por que o seu trabalho pode valer mais ou menos.

Qual é seu trabalho?

A primeira coisa a se pensar quando você quer calcular quanto vale a sua hora de trabalho é sobre o que você faz. Não é que um trabalho valha mais do que o outro.

Se seu cliente precisa do seu serviço, é porque ele é valioso. Ponto. Porém, existem aqueles trabalhos em que você gasta muito mais energia, seja física, mental ou intelectual, do que outros.

Um trabalho mais “mecânico” vale menos do que uma produção de conteúdo, por exemplo, porque exige menos da sua capacidade intelectual. Portanto, vale a pena pensar nesse aspecto. Quanto mais você se esforça física ou mentalmente, mais pode valer a sua hora de trabalho.

Que recursos você utiliza?

Ao mesmo tempo em que o seu desgaste conta na hora de cobrar por um serviço, é necessário pensar em quanto você gasta para realizar aquela determinada tarefa por hora.

Existe uma lista de diversas coisas que você contar como gastos, como por exemplo:

  •  A mensalidade dos softwares que você utiliza
  • A locação do lugar onde você trabalha
  • A sua alimentação
  • As contas que você precisa pagar
  • Possíveis compras que você precisa fazer para realizar trabalhos

Muitos podem argumentar que utilizam apenas softwares gratuitos e trabalham restritamente em casa e por isso não gastam nada para realizar os seus serviços.

Mas mesmo que você utilize um programa gratuito, você ainda tem gastos com luz, com manutenção do seu computador e todos os gastos gerais que você precisa que entrem no seu cálculo.

Você já conhece o nosso Serviço de Hospedagem? O plano básico de hospedagem é o produto ideal para quem está começando na internet, temos preços a partir de R$ 9,90 (pagamento mínimo trimestral para esse plano).

É claro que isso faz você acabar economizando muito mais, mas o que é seu trabalho e quanto você gasta para fazê-lo é um fator que ajuda muito na hora de calcular quanto vale sua hora de trabalho.

Sua experiência vale ouro

Já parou para pensar como dois produtos bastante parecidos, mas de marcas distintas, podem ter preços tão diferentes? Quando você vai comprar um tênis de uma marca consagrada, por exemplo, ele não vale mais só porque o material é de qualidade.

Uma marca pequena no mercado, por melhor que seja sua qualidade, vai valer menos do que as que dominam, as que tem mais prestígio no mercado, as que possuem experiência.

E é por isso que podemos afirmar: Sua experiência vale ouro. Quanto mais tempo você tem de profissão, quanto mais trabalhos realizados você tem e quanto mais referências dentro do mercado você tiver, mais pode valer o seu trabalho.

A sua experiência faz com que você seja mais valioso, com que seu trabalho seja mais valorizado e com que você possa cobrar mais pela sua hora de trabalho.

Você também pode se interessar: Como criar um blog? Confira o passo a passo!

Todos os seus trabalhos valem a mesma coisa?

Quem trabalha como freelancer normalmente não faz apenas uma coisa. Se você é editor de vídeos, por exemplo, você provavelmente possui trabalhos de montagem, mas muitas vezes a edição de som em um vídeo é o foco de um trabalho, ou a correção de cor em outro e assim por diante.

E isso acontece com praticamente todo tipo de trabalho de um freelancer, seja ele de programação, redação, colorização ou o que quer que seja.

Por isso é importante saber calcular quais são os trabalhos em que você deve cobrar mais e em quais você deve cobrar menos.

Ter isso muito claro na sua mente ajuda na hora de fazer orçamentos e identificar como e por quê esses trabalhos valem o que você está cobrando.

Ao fim de tudo, o valor do seu trabalho vai ser uma união de todos esses fatores apontados aqui. Entender qual é o seu trabalho, quais recursos você utiliza, o quanto vale sua experiência e a diferença entre cada tipo de trabalho que você realiza te dá uma clareza única sobre quanto vale a sua hora de trabalho.

Isso te ajuda de diversas maneiras na profissão, mas sobretudo na hora de se organizar e saber quanto dinheiro você vai ter na sua conta no fim do mês. É dessa forma que você vai, aos poucos, solidificando uma carreira que parece instável de início, mas que com experiência pode acabar se tornando a melhor escolha que você já fez para sua vida profissional.

Leia também: Qual é a melhor hospedagem de site?

Você já tinha pensando em como todos esses fatores podem influenciar na hora de pensar quanto vale a sua hora de trabalho?

Pois é, a vida de um freelancer não envolve apenas realizar o trabalho proposto, mas também saber calcular exatamente cada um de seus trabalhos, organizar sua cartela de clientes e ter um cuidado especial com cada um.

Levando todos esses fatores em consideração, você vai compreender que também não é nem um bicho de sete cabeças e, além disso, vai ser muito mais fácil para você saber quanto vale a sua hora de trabalho.

Em uma profissão onde tudo é tão corrido, ter informações mais precisas é algo muito valioso.

Gostou de nosso post? Compartilhe: